Quem teve o privilégio de acompanhar o crescimento do arguile em terras tupiniquins desde os tempos mais primórdios até hoje, também pôde notar como o YouTube cresceu exponencialmente enquanto principal fonte de informação sobre o arguile entre os consumidores daqui. Hoje, quase nenhum consumidor bota a mão no bolso dentro de uma tabacaria antes de conferir a análise do fumo desejado feita pelo seu influenciador favorito. A busca pelas “reviews” é enorme e continua crescendo cada dia que passa.

Sendo assim, o jovem mancebo que busca informação nos vídeos acaba, inconscientemente, tendo como favorito o influenciador que tem o gosto similar ao dele. Então, se o tal influenciador não gostar de algum fumo e transparecer isso no seu conteúdo, a tendência é que o pequeno gafanhoto deixe de comprá-lo.

O que esse consumidor não sabe é que, ao fazer isso, ele abre mão de uma experiência que poderia ser muito boa e prazerosa, por uma simples questão de PALADAR.

E estamos aqui para te explicar o porquê!

O paladar é como uma impressão digital: Não há um igual ao seu no mundo inteiro. Os exatos motivos disso ainda não são muito claros para a ciência. De acordo com um estudo de um grupo de neurologistas pesquisadores da Universidade Estadual do Colorado, o funcionamento das células sensoriais do paladar é muito mais complexo do que se imaginava. Mas, no que se sabe, o paladar varia de acordo com os nossos genes (que tornam um indivíduo mais ou menos sensível a determinado sabor), evolução, cultura e até mesmo nossa própria saliva.

Claro que não podemos entrar a fundo na questão da evolução como um todo, pois essa matéria teria 19 páginas e daria muito, MUITO sono. Mas vem nesse exemplo aqui: as papilas gustativas responsáveis pelo sabor amargo se encontram na parte de trás da língua. Isso porque muitos venenos e coisas nocivas ao nosso corpo costumam ter este gosto característico. Então, após anos e anos de evolução e de vários e vários ancestrais nossos moscarem e morrerem por causa de bagunça e vacilagem, esse mecanismo serve como defesa, uma última chance de identificar e cuspir o veneno.

Há também a relação com o doce, tão querido por nós por ser o primeiro sabor que experimentamos ao consumir o leite materno, levemente adocicado. E acho seguro dizer que os seres humanos fazem isso há algum tempo (desde que a nossa raça existe, talvez). Por isso, a maioria das pessoas vira do avesso instantaneamente quando vê um Lindt em promoção nas Lojas Americanas.

A cultura também é um fator que pode influenciar. Tomemos como exemplo os mexicanos: Todos sabemos que essa rapaziada é chegada numa pimentinha. E também sabemos que eles não estão para brincadeiras, pois não estamos falando do molhinho de pimenta da Qualitá. São pessoas que estão acostumadas com comidas apimentadas desde criança, por causa de seus pratos típicos, que desenvolvem certa resistência.

Já no caso da saliva, a variação se dá por leves diferenças de composição da mesma, como no caso do sódio: Se sua babinha tiver pouco sódio, um prato com pouco sal vai parecer salgado para você. Louco, né?!

Deu para perceber como a percepção de gosto pode variar, às vezes MUITO, de pessoa para pessoa?! Então a mensagem que trazemos nessa gloriosa matéria é a seguinte: Mesmo que você tenha dúvidas sobre alguma shisha, experimente! Seu amigo não gostou, seu YouTuber favorito não gostou, seu primo de terceiro grau que foi fazer intercâmbio no Camboja porque não aguentava mais ficar em casa ouvindo a irmã comentando do cabelo descolorido do Leo Stronda, pode muito ser que você goste. Você é único, meu parceiro! Você é única, minha parceira!

E para finalizar, um adendo interessante: Temos a falsa impressão que GOSTO e SABOR são a mesma coisa, quando na verdade, não. O sabor é a junção de dois dos nossos sentidos, o PALADAR e o OLFATO. Sim, o sabor nada mais é a combinação de GOSTO + CHEIRO. Apesar da fama, a boca é responsável por menos da metade daquilo que o sistema nervoso interpreta como paladar. Por isso, quando estamos resfriados, a tendência é que não sintamos muito o sabor das coisas, pois as vias respiratórias estão prejudicadas. Isso porque você ficou correndo sem camisa depois de pular na piscina no churrasco de confraternização da empresa depois de virar 3 copos de catuaba com energético FLYING HORSE. Então, lembrem-se sempre, crianças: Moderação. Até porque, fumar (seja arguile, tabaco ou orégano) danifica as papilas gustativas, então vai na moralzinha, para poder aproveitar seu glorioso nargos por muito mais tempo nessa vidona de meu Deus.

Por: Blog do Arguile