Sento para escrever a matéria da 1ª HBE Fun Fest, papel e caneta na mão (sim, ainda uso papel e caneta!) e percebo que não conseguirei fazer uma matéria técnica ou neutra, peço então licença a você leitor para poder escrever de coração sobre nossa festa.

Queríamos desde o início que a comemoração fosse algo diferente, algo que há algum tempo não víamos, uma grande reunião de amigos e apaixonados por esse hobby.

Com várias noites de discussões sobre tudo que gostaríamos que tivesse no evento. Muitos a quem contávamos nossas ideias diziam: “Vocês são loucos! Estão malucos?”. SIM ESTAMOS, era a resposta. Decidimos agregar isso ao convite, gravamos uma estrofe da música do Seal, “we’re never gonna survive unless… We get a little crazy” (Nós nunca sobreviveríamos, se não fossemos um pouco loucos).

O convite evidenciaria o que desejávamos proporcionar. Nosso objetivo era que ele não fosse algo descartável, mas que ficasse depois como recordação e que pudesse ser usado no dia a dia. Inspirados no Tomorrowland (um dos maiores festivais de música eletrônica) que fazem ingressos sensacionais, criamos o nosso: uma pulseira de couro com a logo impressa e o convite dentro de uma caixa estilo retrô. O objetivo foi alcançado, após quase 3 meses ainda vemos pessoas as usando.

Queríamos um lugar especial em contato com a natureza, o local escolhido foi à beira da represa, simplesmente perfeito que comportava 3000 pessoas, mas o intuito era ser uma festa agradável e confortável, então limitamos para 700 pessoas.

Já que estávamos à beira da represa que tal aproveitar? SIM! Tinha escuna para passeios, livre para ir quantas vezes quisesse. Infelizmente não foi permitido levar arguile, barco, madeira, carvão aceso, melhor não arriscar! Mas que realmente faltava um arguile para curtir aquela paisagem, ah faltava.

Uma tenda montada especialmente para o videogame, afinal quem não curte uma boa sessão com um ótimo jogo?! Para quem queria maior interatividade, tivemos apresentação de dança árabe e os dançarinos deram uma aula dos passos mais básicos do Dabke. Sensacional, muita gente aprendeu se divertindo.

A festa estava com uma decoração agradável, acolhedora e sofisticada. As tendas estavam lindas e alinhadas com a vibe do evento.

Eu como sempre agitado, correndo de um lado para outro, preocupado com detalhes, não consegui dar atenção a todos (ainda aprendo!), mas sei que o Lineu e o Guilherme nos representaram. Percebi que todos entraram sem alvoroço, estavam bem acomodados, curtindo a festa e os sorteios, sem filas para os opens: carvões, essências, alumínio, tudo a vontade sem ninguém se desesperar e fazer um rosh carregado. Para completar, fomos agraciados pelo clima: calor, sol e MUITA foto bonita.

Foi cansativo, estressante, mas valeu a pena. Percebi na conversa e no olhar de cada um que encontrei nos dias seguintes que o objetivo foi alcançado, realmente foi uma grande reunião de apaixonados pelo hobby onde se pode, descontrair, comprar, fumar e relaxar.

Não seria justo escrever esta matéria e não agradecer a pessoas que nos ajudaram a realizar esse sonho.

Obrigado Barbara, Ana Carolina e Liliam por nos aturar e entender as noites e fins de semana ausentes por causa da HBE. Obrigado ao Daniel e a Lilian da Reality (Bali-Hai / Afzal) por sempre acreditarem em nossas loucuras e apoiarem mais uma delas. Obrigado Netão (Sidney Gritti) parceiro, irmão e amigo que acredita na HBE e veste a camisa. Obrigado Fernando, Neli, Bianca, Victor, Edvaldo estamos juntos!

Um agradecimento especial a Elaine, Jaqueline e Elisângela, as verdadeiras responsáveis por toda a organização do evento e que conhecem os bastidores da organização de uma festa (risos), e que trabalharam duro! Para terem ideia, um dia antes caiu um temporal e molhou algumas tendas, pensei que estava tudo comprometido, mas no dia seguinte pela manhã estava tudo perfeito, sem vestígio algum da chuva. Elas devem ter uma varinha mágica, certeza! Isso sem contar que achava desnecessário o gerador para um evento diurno, estava errado! Paguei a língua, precisávamos e usamos o gerador.

Obrigado a todos os parceiros, amigos e leitores que estiveram na festa. Vocês são os responsáveis pelo evento ter sido o que foi e saibam que cada detalhe foi pensado para seu conforto. Quem não foi, perdeu! Terá outro? Quem sabe! Um mês antes e até durante o evento, falava que por mim não faria outro, hoje passado quase três meses começo a ficar em dúvida.

Por: Redação HBE