A HBE esteve com o pessoal da Hookah Friends para um bate-papo e uma boa sessão. Aproveitamos e trouxemos um pouco de sua história. A Hookah Friends foi criada por três amigos, sendo dois deles primos. A equipe é formada por Danilo Rampazo de 25 anos, formado em Engenharia de Controle de Automação e fuma arguile há 8 anos; Vinicius Rampazo também com 25 anos, formado em Projeto Mecânico e fuma arguile há 10 anos; e por Diego Ruiz de 24 anos que é Designer Automotivo e fuma arguile há 11 anos.

Equipe Hookah Friends

Diego e Danilo eram amigos da época de colégio, já fumavam juntos a mais ou menos 8 anos. Vinicius morava em Camaçari na Bahia com seus pais, após sua colação de grau veio para São Paulo, pois havia melhores ofertas de emprego em sua área de formação que na região onde morava. Com sua chegada a São Paulo, começou a sair com seu primo e fazer novas amizades até conhecer Diego. Os três tinham um hobby em comum: o arguile, e em pouco tempo se tornou comum os três se reunirem e marcarem sessões juntos, irem a encontros de lojas, e daí partiu a ideia de criar a Hookah Friends.

ABC Hookah Festival - Bar CubanosHBE: Fumam arguile juntos há quanto tempo?
Hookah Friends: Fumamos juntos há 4 anos. O Danilo e o Diego fumam juntos desde a época de colégio, juntavam os amigos para curtir uma sessão e bater um papo. Logo após o Vinicius se mudou para São Paulo e foi apresentado ao Diego, e sessões com os três ser tornaram mais frequentes.

HBE: Quanto tempo durou o processo de criação da Hookah Friends?
Hookah Friends: Fomos a um evento do Tio Bob em São Caetano e ali percebemos que não havia nenhuma empresa especializada em organização de eventos voltada para o público do arguile, a não ser quando era algo voltado para uma marca ou loja, depois deste dia, em torno de 3 meses a Hookah Friends estava surgindo, com nosso primeiro evento em São Caetano no bar Cubano.

ABC Hookah Festival - Bar CubanosHBE: Qual foi o intuito principal ao fundar a Hookah Friends?
Hookah Friends: O intuito sempre foi reunir as pessoas que gostam do arguile, nunca quisemos fazer nada voltado para marcas. O primeiro evento foi criado no facebook e de cara já reuniu em torno de 50 pessoas, o segundo foi criado da mesma maneira, porém tomou uma proporção muito grande, batendo 250 pessoas, foi onde percebemos que a necessidade realmente existia. Então decidimos fazer o terceiro, este já no Gira Mundo, e logo houve a necessidade da participação de marcas para poder patrocinar o evento.

HBE: Como vocês lidam com a “fama” e o reconhecimento do público?
Hookah Friends: Ficamos felizes, porém isso tem dois lados: o pessoal e o profissional. Quando passamos a ficar mais em evidência, nossa privacidade de certa forma foi alterada, ainda mais quando se trata de redes sociais e principalmente o facebook. Quando falamos profissionalmente nas coisas, isso é positivo, pois conseguimos separar bem e deixar a marca aparecer mais que os integrantes, o que nos deixa muito satisfeitos, pois marcas de fora do país já conhecem nosso trabalho.

Evento Brasil Hookah FestivalHBE: Vocês possuem uma estrutura hierárquica dentro da Hookah Friends?
Hookah Friends: Sim, possuímos. O Diego cuida da área gráfica e de toda a divulgação do evento em si, o Danilo desenvolve toda a planta e organização dos stands e o Vinicius cuida do setor comercial, é quem faz contatos com as marcas para ver se irão participar ou não. Isso tudo no primeiro momento é aplicável, porém, após os processos serem completados, um ajuda o outro e colabora para que todos não fiquem sobrecarregados.

HBE: Qual a reação dos seus familiares ao explicarem que vocês trabalham com eventos voltados para o ramo do arguile? Existiu alguma reação da família contra o ramo?
Hookah Friends: Não tivemos problemas com os familiares referente a empresa em si, a grande preocupação dos familiares foi em torno das leis. O arguile em si não é muito bem aceito, natural, porém hoje é abordado de uma forma muito melhor por todos do que anteriormente.

Evento Brasil Hookah FestivalHBE: Brasil Hookah Festival foi um sucesso, foi planejado à proporção que o evento tomou?

Hookah Friends:
Sim, havíamos criado um evento para duas mil pessoas, o estimado era de mil e setecentos, pois era o que havíamos vendido até o dia do evento. Porém, na porta acabaram sendo vendidos em torno de trezentos convites, ao ver todo mundo junto e a fi la para a entrada nos deixou muito emocionado.

HBE: Qual foi o ponto que vocês perceberam que estavam crescendo e aumentaria a responsabilidade?
Hookah Friends: Foi no nosso segundo, achávamos que seria muito tranquilo, porém o local superlotou e vimos nossa responsabilidade aumentando e que estávamos crescendo. Hora de nos levar mais a sério, passamos de um evento de 50 pessoas para um de 250 pessoas.

HBE: Em fevereiro teremos o Wonderland, de onde surgiu este nome e porque foi escolhido? Além deste evento, a Hookah Friends planeja mais algum outro durante o ano?

Hookah Friends: O nome Wonderland surgiu da ideia de proporcionar um evento perfeito a todos que forem participar, após o feedback do Brasil Hookah Festival, vimos que havia muita coisa para melhorar e deixar todo o evento o mais perfeito possível, como se fosse um “país das maravilhas”. Em nosso planejamento ainda não temos nada, porém desejamos fazer mais de um evento durante o ano, em torno de dois por ano.