Esclareça a dúvida mais recorrente nos grupos do Facebook quando o assunto é controle de calor durante a sessão!

Esta é uma dúvida bem frequente nos grupos, principalmente quando o assunto é decidir diante da variedade de produtos para compra.

Mas quais as diferenças, os prós e contras e qual vale mais a pena comprar?

Antigamente os abafadores, também conhecidos como Wind cover (cobre vento), eram utilizados principalmente para impedir que o vento tivesse contato com o carvão, o que diminui sua duração. Tinham formatos cilíndricos e abertura somente em cima.

Hoje os abafadores, além da função de Wind cover, incluem a função de “abafar” para aumentar a concentração de calor acima do rosh. Um formato “afunilado” na parte superior e furos laterais para compensar a entrada de ar menor em cima, para que os carvões não apaguem.

Os pontos positivos são: auxilia a alcançar maiores temperaturas e também a economizar carvão, pois o abafador pode compensar a falta de temperatura.

Um ponto negativo, encontrado em alguns modelos, é que pelas pequenas aberturas pode-se perceber uma leve restrição de fluxo. Já os controladores de calor, como diz o nome, auxiliam no controle da temperatura, dispensando o uso do abafador e alumínio. Vão acima dos roshs, tem um espaço interno para os carvões e uma tampa, para aumentar a concentração do calor.

Entre os pontos positivos estão a facilidade no preparo e manuseio dos carvões, e a praticidade em manter o fluxo original do arguile.

Como contra, temos os valores que normalmente são mais elevados. Ambos causam alteração na aparência do arguile e possuem diversas variações de tamanhos, formas e detalhes.

Então, caso tenha facilidade ou prefira usar alumínio, um abafador pode ser um ótimo produto a adquirir. Mas caso não consiga uma boa sessão com alumínio, problemas de fluxo ou apenas praticidade, o controlador de calor pode ser uma boa opção.

Observações baseadas no abafador da KM e no controlador da Kaloud.

Por: Felipe Campanelli