Nesse último ano de 2017 tivemos um crescimento muito grande no mundo do arguile. Alguns canais no YouTube mais do que dobraram o número de inscritos, grupos de Facebook cresceram de forma assustadora, novas marcas de diversos segmentos surgiram e se consolidaram ao longo do ano, além dos eventos cada vez mais frequentes e melhores organizados.

É verdade que parte desse crescimento do público e dos produtores/fornecedores tem crescido de forma um pouco descontrolada, de forma que fica difícil mensurar a dimensão atual do mercado brasileiro de arguile. Também é difícil criar projeções de até onde nosso mercado pode crescer. Isso se deve ao fato do crescimento estrondoso somado à dificuldade burocrática que o mercado arguileiro sofre no Brasil. Dessa forma não temos dados concretos de quantas toneladas de tabaco foram vendidas e consumidas, nem quantas pessoas no Brasil fumam regularmente ou semanalmente. Por um lado, é preocupante para quem vive nesse meio profissionalmente, mas por outro acaba sendo divertido. Tem um “quê” de mistério nisso tudo.

Já que a única certeza que temos é da incerteza do tamanho do nosso mundo, só nos resta ser otimistas: esperar de 2018 um ano com ainda mais evoluções em todos os seguimentos possíveis e dar as boas-vindas aos novos adeptos dessa nossa cultura.

Por: Eduardo Macário