O logo é a primeira impressão que sua empresa ou negócio deixam frente aos seus mais diversos públicos-alvo.

Os preceitos atuais do design recomendam que seja simples, concisa, poucas cores e tipografi a limpa, ‘menos é mais’ é especialmente importante aqui: o excesso de cores usadas causa confusão e pode até provocar afastamento de potenciais consumidores da marca.

Com o logo e a paleta de cores defi nidas, o próximo passo é criar materiais promocionais e de divulgação que reforcem a imagem da empresa, cartões de visitas, cartazes, folders, flyers e Reviews ‘honestas’ (deixo para outra coluna).

Não possuir uma presença on-line é quase equivalente a ser invisível no mundo atual. Invista no desenvolvimento de um site, preparado para todos os tipos de dispositivos ou que seja até mesmo mobile first (projetado com funcionalidade específica para dispositivos móveis).

Tenha também presença em redes sociais como Facebook e Twitter. Desenvolva fotos de perfil e outros materiais web seguindo o padrão dos materiais tradicionais, garantindo uma coerência entre mídias. O mesmo padrão pode ser utilizado como fundo de apresentações corporativas: saia da mesmice dos fundos brancos e veja o resultado!

Agora entenda que seu consumidor não é seu outdoor. Falo isso pois vejo várias marcas que colocam o nome cobrindo ou destacando o produto todo. Gente, mais bom senso, pois quando a marca é boa não precisa ser suja no marketing. Marca boa a gente reconhece, no máximo através de um sútil símbolo.

Além do que é ridículo quando pego um produto que precisa ser anunciado por ele mesmo. Já pensou se você tivesse que ler que estava escrito Camaro do lado de uma “lenda”!

Como vai querer ser um player de respeito se tem medo da concorrência e ainda ‘rouba’ para competir?

Namastê!

Por: Giancarlo Signore