Viajar sem sair de onde estamos. Esta é uma das sensações mais presentes em fumantes de arguile que conheço. É incrível pensar que um hobby possa gerar tantas experiências positivas em uma sociedade que nos pune tanto por se interessar, intensificar e estreitar relações.
Quem nunca guardou uma essência que tanto adora para compartilhar com um amigo? E a tão aguardada sessão de sexta-feira? Sem falar da compra conjunta com vários amigos. Essas são algumas das situações em que o famoso cachimbo d’água nos une, e sei que cada um tem uma história diferente.
Para estrear minha coluna na HBE, peço encarecidamente que cada um reflita sobre o poder do arguile como ferramenta social. Use da melhor maneira possível. Como diria uma famosa frase do cinema: “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”, isso significa que a cada passo dado pela comunidade, nós precisamos ser mais inteligentes na propagação correta. Então, deixe de lado o ego por produtos valiosos, status e aprovação nas redes sociais.
Memórias boas são as que nos enriquecem como seres humanos. Curta o seu momento, independente se a marca do tabaco é premium, semi-premium ou popular; se o setup é milionário ou o rosh é feito de ouro. O que sempre prevalecerá é a fumaça repleta de lembranças excepcionais com sabor inconfundível de aprendizado.