Muito se fala nos dias de hoje sobre as piteiras higiênicas. Podem ser chamadas também de proteção ou estética como desejar. O importante de toda essa história é como o assunto da atualidade já é um costume dos mais tradicionais consumidores de arguile e hoje se tornou uma “moda”, que necessita uma persistência por anos em nosso mundo. Isso porque marcas como ‘Afzal’ já ofereciam essa piteira em suas caixas de tabaco. E independente do valor agregado ou matéria-prima utilizada, a higiene deve estar em primeiro lugar, visto que as sessões aumentam a cada dia e os cuidados devem ser redobrados para as melhores condições possíveis de curtir o momento.

Se engana aquele que acha que estou tentando dar uma lição de moral ou ser o exemplo de bons modos! A minha ignorância permitiu que não fizesse uso dessas piteiras por um bom tempo, porém nunca é tarde para aprender e recomeçar. Precisei sentir na pele quando adoeci após a ida a um lounge e, de fato, pude perceber o tamanho do problema nessa propagação do mundo do arguile sem os cuidados básicos. As sessões higiênicas passam por uma limpeza completa do setup com o objetivo de tirar o odor para a apreciação correta, até o uso de piteiras que possam te resguardar de problemas ocultos e inodoros.

E vamos falar de valores? Não, a escolha de cada um deve ser respeitada. Se tem condições para algo com valor agregado maior, perfeito! Caso contrário, também não vejo problema algum. O importante é saber a real funcionalidade deste acessório, pois a proposta é idêntica mesmo com o uso de materiais diferentes. Aprecie com segurança!

Por: Gabriel Sakamoto