Starbuzz é uma marca estabelecida no mercado internacional há anos. Mas há algum tempo a qualidade com a qual nos deslumbramos no começo com a Blue Mist, o Green Savior, a Geisha e a Lebanese Bombshell têm diminuído.

Recuperamos nossa ilusão com a linha The Vintage, que tinha sabores tão bons quanto o Delhi Tea, Fresh Lime ou Tiramisú. Mas, mais uma vez nos esquecemos dessa marca devido ao aparecimento incessante de muitas variedades de tabaco preto, como Trifecta Dark Blend ou Azure Black.

Como o Alchemist foi adquirido pela Starbuzz, parece que algo de bom foi aprendido. É sobre macerar o tabaco para curá-lo.

Alchemist tornou-se conhecida por macerar seu tabaco em Bourbon Barrels e, mais recentemente, por seu novo método de cura “KFC” (Kentucky Fire Cured) tabaco fumado com madeiras nobres no estilo Kentucky.

O caso é que a Serpent apresentou há meses um tabaco muito interessante e que conquistou meu coração, afastando mais uma vez a saudade e recuperando meu amor pela marca.

Serpent é um intervalo com o qual a Starbuzz aposta num tabaco preto curado. A folha é preta virgínia e, é curada no estilo “Kettle Cured”. Não sei se o tabaco é infundido ou qual é o processo de cura no “bule”.

A coisa maravilhosa é que tem uma hortelã chamada Sting Mint, que só para esse gosto já vale a pena a sessão. É muito encorpado, dá uma sensação de nicotina na garganta e o sabor do mentol é poderoso.

Já fazia tempo que não curtia tanto com um arguile, você terá uma sessão espetacular.

Para preparar o rosh, recomendo deixar o denso estilo do tabaco Tangiers, porque ele rende muito melhor e prolongará a sessão com um sabor ótimo.

O resto dos sabores não me chamam muito atenção, sinceramente, mas já posso dizer que tenho uma segunda hortelã favorita depois do Cane Mint da Tangiers.

Boa sessão!

Por: Roberto Jekelo